Estudo clínico de fase 3, randomizado, duplo-cego, para avaliar a eficácia e segurança do abatacepte SC com tratamento padrão em comparação com tratamento padrão isolado na melhora da atividade da doença em adultos com miopatia inflamatória idiopática (IIM) ativa.

A miopatia inflamatória idiopática (IIM) compreende um grupo de doenças inflamatórias autoimunes crônicas de etiologia desconhecida que afeta principalmente o músculo esquelético e se manifesta clinicamente como fraqueza muscular e baixa rigidez muscular. A polimiosite (PM) e dermatomiosite (DM) são os subtipos mais comuns da doença. Alguns dos subtipos estão associados a outras doenças subjacentes, como miosite associada ao câncer. A fraqueza muscular na IIM é caracterizada por níveis elevados de creatina fosfoquinase (CK), anormalidades na eletromiografia e infiltrados inflamatórios nos músculos esqueléticos. O envolvimento extramuscular é comum e pode envolver a pele, articulações, pulmões, trato gastrointestinal e sistema cardiovascular. O tratamento de longo prazo com corticosteroides é comumente usado para controlar a IIM. Assim, os efeitos colaterais decorrentes do uso de corticoide prolongado são comuns e provocam incapacidade adicional, incluindo outras comorbidades, tais como necrose avascular óssea e fraturas por compressão. Além disso, a qualidade de vida relacionada a saúde dos pacientes com IIM é significativamente menor do que da população geral