Investigação de eventos cardiovasculares com a inibição da enzima PCSK9 em indivíduos com risco elevado

Doenças cardiovasculares (DCV) representam a principal causa de morte no mundo. Entre os principais fatores de risco para morte cardiovascular está a dislipidemia. Apesar da redução do colesterol-LDL, que ocorre com as terapias atuais, aproximadamente dois terços dos pacientes que recebem tratamento para redução dos lipídeos (estatinas) ainda apresentam eventos cardiovasculares.

 

O estudo FOURIER é um ensaio clínico randomizado com o objetivo de avaliar o efeito do medicamento evolocumabe em eventos cardiovasculares, como por exemplo, infarto agudo do miocárdio e acidente vascular encefálico, em pacientes com doença cardiovascular, que já fazem tratamento com estatina para a dislipidemia.

 

Resultados de estudos clínicos recentes sugerem que a redução adicional do colesterol com um tratamento associado à estatina, pode reduzir ainda mais o risco cardiovascular. Portanto, o surgimento de uma nova classe medicamentosa para o tratamento da dislipidemia e o entendimento de seu impacto em mortalidade e eventos cardiovasculares é de extrema importância para a comunidade médica e científica do HMV.

 

O evolocumabe é um anticorpo monoclonal desenhado para se ligar a enzima PCSK9, localizada na superfície hepática, inibindo sua ação, o que resulta em redução do colesterol.