Estudo do efeito da descontinuação do uso de diuréticos de alça em pacientes ambulatoriais com insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida

A insuficiência cardíaca (IC) representa o estágio final de diversas doenças cardiovasculares, sendo uma das principais causas de morbimortalidade no Brasil, e a causa mais frequente de internações cardiovasculares. Os diuréticos são parte fundamental do tratamento da IC e são utilizados pela maioria dos pacientes ambulatoriais. Entretanto, apesar de amplamente recomendados e utilizados, as evidências para seu uso ainda são escassas. Além de possíveis efeitos prejudiciais diretos, o uso de diuréticos em pacientes euvolêmicos pode ainda dificultar o aumento de dose de outras medicações, cujo uso tem benefício comprovado na progressão da doença e na sobrevida dos pacientes.

 

Este estudo objetiva avaliar a segurança e tolerabilidade da retirada de diurético furosemida de pacientes com IC estável e sem sinais de congestão. O uso de diurético em pacientes estáveis e o momento ideal para sua suspensão é uma questão do cotidiano do cardiologista clínico, que embora simples, permanece sem resposta na literatura internacional. O estudo REBIC-1 se destaca por ser um ensaio clínico pragmático com ferramentas de avaliação de baixo custo e fácil acesso garantindo uma ampla aplicabilidade externa.