Estudo multicêntrico, aberto, de extensão para avaliar a segurança e a eficácia de longo prazo da monoterapia de BIIB019, daclizumabe processo de alto rendimento (DAC HYP), em sujeitos com esclerose múltipla que concluíram o estudo 205MS301

A esclerose múltipla (EM) é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central, particularmente a bainha de mielina. Os sintomas típicos da doença são alterações na visão, na sensibilidade do corpo, no equilíbrio e na força muscular dos membros. Atualmente cerca de 35 mil brasileiros são portadores de esclerose múltipla, predominando entre mulheres jovens. O tratamento com imunobiológicos traz uma nova perspectiva para os pacientes com EM.

 

O estudo DECIDE-EXT busca avaliar a eficácia a longo prazo da medicação daclizumabe no tratamento dos pacientes com EM.

 

O daclizumabe é um anticorpo monoclonal que modula a sinalização da interleucina (IL)-2, que tem um papel central na ativação do sistema imune. A medicação já está disponível no mercado e é utilizada para evitar a rejeição de órgãos em pacientes transplantados renais e cardíacos e em pacientes com doença inflamatória intestinal, doenças oculares autoimunes e EM. No entanto, seu papel a longo prazo na redução de recidiva da EM e possíveis efeitos adversos necessitam de maiores esclarecimentos.

Links

O protocolo do estudo está disponível no:

https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT01051349?term=daclizumab&draw=3&rank=13

Os resultados dos estudos de intervenção com daclizumabe estão disponíveis em:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4962457