Estudo randomizado, duplo-cego, controlado por placebo, orientado por evento, da administração subcutânea trimestral de canaquinumabe na prevenção de eventos cardiovasculares recorrentes em pacientes estáveis pós-infarto do miocárdio com PCRus elevada

A morbidade por doenças cardiovasculares representa um grande desafio para o Brasil. Atualmente, as internações por essas doenças são altamente frequentes, com elevados custos para o Sistema Único de Saúde. A doença cerebrovascular é a principal causa de morte no país, seguida pelas doenças isquêmicas do coração.

O estudo CANTOS tem por objetivo testar a hipótese da inflamação ser parte da cascata que resulta em eventos cardiovasculares. Estudos experimentais sugerem que ao se reduzir o processo inflamatório, independentemente dos valores de colesterol, podemos reduzir o risco de doenças cardiovasculares devido à provável associação entre inflamação e aterotrombose. O canaquinumabe é um fármaco utilizado para o tratamento da artrite idiopática juvenil. Trata-se de um inibidor de interleucina-1 beta que é uma citocina pró-inflamatória.